Google+ Badge

OneDrive pode estar prestes a suportar arquivos com mais de 2 GB (mais 6 notícias)

OneDrive pode estar prestes a suportar arquivos com mais de 2 GB (mais 6 notícias)

Link to Tecnoblog

OneDrive pode estar prestes a suportar arquivos com mais de 2 GB

Posted: 01 Sep 2014 01:31 PM PDT

Depois de passar a oferecer 15 GB de espaço gratuitamente e 1 TB para assinantes do Office 365, o OneDrive pode estar prestes a receber novidades que o tornarão ainda mais atraente. Entre elas está o tão desejado suporte a arquivos com mais de 2 GB de tamanho.

OneDrive

O rumor surgiu no último final de semana. Um usuário afirmou no Reddit ter conseguido sincronizar arquivos com mais de 2 GB em sua conta no OneDrive sem enfrentar dificuldades. Na sequência, outros usuários relataram o mesmo feito.

Pode ser um bug? Pode, mas no canal do OneDrive no UserVoice (site que oferece ferramentas de comunicação entre empresas e clientes), um funcionário da Microsoft explicou que a empresa já está trabalhando para eliminar o limite que impede a sincronização de arquivos com mais de 2 GB no serviço.

Até o momento, a Microsoft não se pronunciou sobre o assunto. Quando procurados pela imprensa, seus representantes simplesmente respondem que não há nenhuma informação a ser dada no momento. Mas a companhia tem bons motivos para estar mesmo trabalhando para remover ou ao menos aplicar um limite mais generoso.

O Google Drive suporta arquivos com até 5 TB de tamanho. O Dropbox, por sua vez, tolera até 10 GB, mas apenas para arquivos enviados a partir do navegador; nos uploads via apps oficiais, não há limite.

Se levarmos em conta que os três serviços vêm oferecendo planos com capacidades de armazenamento equivalentes (o Dropbox aumentou o espaço das contas Pro para 1 TB na semana passada), as funcionalidades passam a ter cada vez mais peso para os usuários.

Suposto arquivo com 4 GB no OneDrive

Suposto arquivo com 4 GB no OneDrive – A imagem vem do perfil biggerthan2gb no Twitter, criado, veja só, como campanha contra o limite de 2 GB

Neste sentido, a página do OneDrive no UserVoice dá pistas para outras possíveis novidades. Uma delas é a capacidade de fazer pesquisas no OneDrive a partir do conteúdo de arquivos do Office ou em PDF, e não apenas pelo seu nome.

Outro recurso é a possibilidade de compartilhar arquivos com outros usuários sem necessidade de links. Neste modo, o material compartilhado apareceria imediatamente na conta da outra pessoa.

Não há confirmação sobre a implementação destas funcionalidades. Mas como o OneDrive parece ter ganhado um lugar de destaque nas prioridades da Microsoft, não é sonhar alto esperar novidades para um futuro próximo.

Com informações: The Next Web

OneDrive pode estar prestes a suportar arquivos com mais de 2 GB








Um drone mostra como estão as obras da nova sede da Apple

Posted: 01 Sep 2014 01:11 PM PDT

As obras do novo campus da Apple em Cupertino, na Califórnia, estão a todo vapor.

A sede terá formato redondo com 365 metros de diâmetro; se trata de uma gigantesca “nave-mãe”, como tem sido chamada, com grande apelo ecológico: será cercada de árvores por todos os lados (e algumas macieiras no centro) e paineis de energia solar no teto.

Tanto a Apple como a cidade de Cupertino já publicaram informações sobre o projeto, incluindo imagens conceituais. Mas nada da coisa real, até agora.

Equipado com uma GoPro, um drone foi enviado em uma missão de reconhecimento do campus e permitiu dar uma olhada em como está ficando a obra. Como era de se esperar, está enorme e redonda – e longe de concluída:

O Campus 2 está sendo construído numa área que pertencia à HP. As obras ainda não têm data para terminarem, mas espera-se que a primeira fase seja concluída só em 2016. Quando estiver tudo pronto, deve ficar mais ou menos assim:

apple-rend-new-01 apple-rend-new-03 APPLREND00 APPLREND01 APPLREND5 APPLREND7 APPLREND10 APPLREND19

Com informações: The Verge

Um drone mostra como estão as obras da nova sede da Apple








Resident Evil Revelations 2 é anunciado e tem lançamento no começo de 2015

Posted: 01 Sep 2014 10:57 AM PDT

A Capcom parece empenhada em trazer a série Resident Evil para a oitava geração. Recentemente, anunciou uma remasterização do primeiro título para PS3, Xbox 360, Xbox One, PS4 e PC, para 2015. Hoje, além do primeiro trailer desse jogo, tem mais uma novidade - Resident Evil Revelations 2 também sai no começo do ano que vem.

Esse título também será lançado para a sétima e oitava geração de consoles e para PC e não trará Chris Redfield e Jill Valentine como protagonistas. Enquanto nenhum detalhe além desse foi revelado, temos um teaser em vídeo:

A descrição até dá outra pista, dizendo que “segredos escondidos serão descobertos por todos que tiverem olhos e atenção o suficiente para encontrá-los”.

O primeiro Revelations foi feito originalmente para 3DS em 2012 e acabou sendo levado também para os consoles (até Wii U) e PC. A Capcom prometeu mais detalhes de Revelations 2 na semana que vem e uma demo jogável na Tokyo Game Show, que ocorre na segunda quinzena deste mês.

Com informações: Polygon

Resident Evil Revelations 2 é anunciado e tem lançamento no começo de 2015








Consumidor.gov.br passa a receber reclamações de consumidores de todo o Brasil

Posted: 01 Sep 2014 10:45 AM PDT

Agora é oficial: consumidores de todo o Brasil já podem contar com o canal Consumidor.gov.br para registrar queixas contra empresas. O site foi lançado pelo Ministério da Justiça no final de junho, mas somente hoje é que passou a cobrir todo o país.

Até então, somente consumidores dos seguintes estados podiam contar com o serviço: Acre, Amazonas, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo, além do Distrito Federal.

Estados como Santa Catarina e Ceará começaram a ter acesso ao serviço em agosto, mas a cobertura nacional efetiva passou a vigorar nesta segunda-feira (1), conforme o cronograma estabelecido para o projeto.

O Ministério da Justiça não explicou o porquê de o atendimento completo ter sido implementado em fase posterior, mas uma das razões pode ser a necessidade de integrar o serviço aos Procons de cada estado.

Consumidor.gov.br

Não é que o Consumidor.gov.br tenha surgido para substituir órgãos de defesa do consumidor. A proposta do serviço é oferecer uma alternativa para que consumidores de todo o país possam tentar resolver conflitos com empresas. Caso não tenha êxito, a orientação continua sendo a de procurar unidades do Procon ou meios judiciais.

À primeira vista, o serviço parece uma versão do governo para o popular Reclame Aqui, mas há diferenças substanciais entre ambos. Para começar, o Consumidor.gov.br é monitorado pela Secretaria Nacional do Consumidor e pelos Procons. Além disso, o serviço só recebe reclamações de empresas que aderirem voluntariamente à iniciativa.

Parece não haver lógica neste método, afinal, é de se esperar que as empresas “fujam” de serviços como este para evitar que a sua imagem fique negativa. Mas, para o Ministério da Justiça, há grandes vantagens para elas: o Consumidor.gov.br pode ajudar a diminuir as demandas judiciais e as companhias bem posicionadas no ranking do serviço tendem a ganhar a confiança do consumidor.

A próxima etapa tem relação justamente com este último aspecto. Nela, o Ministério da Justiça quer permitir que o cidadão possa não só registrar queixas, como também consultar indicadores de atendimento e outras informações referentes a reclamações já existentes. A entidade só não explicou quando a nova fase começa.

Atualmente, o Consumidor.gov.br conta com a participação de 133 empresas, entre elas, as principais operadoras de telecomunicações e as maiores lojas do comércio eletrônico do país. De acordo com o Ministério da Justiça, outras 60 companhias estão em processo de credenciamento.

Consumidor.gov.br passa a receber reclamações de consumidores de todo o Brasil








Mais um estudo indica que as redes sociais te fazem mais mal que bem

Posted: 01 Sep 2014 09:51 AM PDT

Isso não deve lhe ser surpreendente, mas mais um estudo surge no horizonte para afirmar que as redes sociais te deixam mais deprimido do que feliz. Desta vez, a análise vem da Itália, utilizando como fonte 50 mil pessoas que foram consultadas entre 2010 e 2011.

Os voluntários responderam à pesquisa, feita pelo Instituto Nacional Italiano de estatísticas (como o Ibope deles), sobre bem-estar e a maneira como utilizam a internet. Ao qualificar de 0 a 10 o contentamento com suas vidas, comentar com que frequência vêem seus amigos, se eles acham as pessoas confiáveis e seu uso de Twitter e Facebook, eles permitiram aos pesquisadores correlacionar as coisas e tirar algumas conclusões.

Mark Zuckerberg, o criador da maior rede social do mundo, bolado

Mark Zuckerberg, o criador da maior rede social do mundo, meio bolado

Eles descobriram que, quanto mais relações você tem pessoalmente, mais você confia nas pessoas e maior é seu bem-estar. Já quando você tem mais relações que não são ao vivo – ou seja, pela internet – , a confiança diminui e o bem-estar também é afetado.

Os pesquisadores ainda culpam a discriminação e os discursos de ódio, tão comuns nas redes sociais, por diminuírem a felicidade das pessoas. A solução para isso, eles sugerem,melhorar a moderação do conteúdo – no caso do Facebook e do Twitter, dá para interpretar como escolher melhor as pessoas que você segue.

A grande diferença entre este estudo e outros que já foram feitos é sua representatividade: 50 mil indivíduos é uma amostra bem mais interessante e que traz um resultado mais próximo do real do que um grupo de algumas centenas. Você se identificou?

Com informações: MIT Technology Review, Engadget

Mais um estudo indica que as redes sociais te fazem mais mal que bem








“Transparência” é o aplicativo que mostra o histórico dos seus candidatos a eleição

Posted: 01 Sep 2014 08:47 AM PDT

transparencia-app

Na semana passada, publicamos um artigo especial reunindo seis ferramentas tecnológicas para ajudar a decidir o seu voto. Nesta segunda-feira (1º), os criadores do aplicativo Transparência lançaram a versão 2.0, que traz o histórico atualizado dos candidatos a eleição deste ano, disponibilizando dados como os bens declarados, as despesas de campanha e as propostas de governo.

O Transparência inclui dados de todos os candidatos a eleição, não apenas de presidentes, governadores e senadores, mas também de vices e suplentes. É quase uma enciclopédia de políticos: tem também os detalhes dos candidatos eleitos em anos anteriores, como nas eleições municipais de 2012 e presidencial de 2010.

iphone-app-transparencia

É possível, por exemplo, acompanhar quais empresas estão doando dinheiro para as candidaturas e verificar, centavo por centavo, as despesas com as campanhas. Outro recurso bacana do aplicativo é a possibilidade de "ativar notificações" para um candidato. Fazendo isso, você será avisado quando houver mudanças no cadastro do político.

Por enquanto, a versão atualizada do Transparência está disponível apenas para iPhone. Conversei com Edson Pieczarka Jr, um dos desenvolvedores, que informou que as versões para Windows Phone e Android estão, respectivamente, 80% e 30% concluídas. A expectativa é levar o Transparência para os outros dois sistemas a tempo das eleições, que acontecem em 5 de outubro (1º turno) e 26 de outubro (2º turno).

De acordo com Pieczarka, há entraves no desenvolvimento para múltiplas plataformas: "Por ser um trabalho voluntário, existe uma dificuldade muito grande de gerenciar tempo de desenvolvimento da equipe", disse. A versão anterior, segundo o desenvolvedor, chegou a 25 mil downloads na App Store e 9 mil na Windows Phone Store; uma versão para Android não chegou a ser lançada.

"Transparência" é o aplicativo que mostra o histórico dos seus candidatos a eleição








Brecha no iCloud pode estar por trás do vazamento de fotos íntimas de celebridades

Posted: 01 Sep 2014 07:25 AM PDT

O último domingo (31) foi marcado pelo vazamento de fotos íntimas de diversas celebridades, como a atriz Jennifer Lawrence, que ameaçou processar pessoas que espalharem as imagens, e a atriz Mary Elizabeth Winstead, que confirmou a veracidade das fotos. A maior suspeita é que a causa do acesso não autorizado às fotos estaria em uma vulnerabilidade no iCloud.

Usuários anônimos do 4chan, fórum em que muitas das imagens foram divulgadas pela primeira vez, afirmam que obtiveram as fotos por meio das contas das celebridades no iCloud. Curiosamente, um script em Python publicado dias antes no GitHub permitia explorar uma falha no iCloud, mais especificamente em uma API do Buscar meu iPhone, que supostamente não tinha proteção contra força bruta.

icloud

Sem proteção contra força bruta, um hacker pode desenvolver um script que tente, repetidamente, autenticar-se com inúmeras combinações de login e senha. Não é uma forma tão eficiente de obter acesso a uma conta porque pode levar muito tempo, mas pode ser perfeitamente usada se a senha da vítima não for complexa — e talvez tenha sido o caso das celebridades.

O pesquisador de segurança Vinícius "K-Max" testou o tal script e confirmou que ele funcionou como esperado. Isso não confirma que a falha foi usada para vazar as fotos íntimas, mas mostra que ela, de fato, existia. O The Next Web repetiu o procedimento e afirmou que foi bloqueado após cinco tentativas, indicando que a Apple já trabalhou em uma correção.

O criador do script, "HackApp", disse no Twitter que a Apple começou a corrigir a vulnerabilidade. Duas horas atrás, um usuário do Reddit havia afirmado que ainda era possível explorar a falha na Itália, sugerindo que a correção estava sendo aplicada gradativamente pela Apple.

A Apple não está comentando o assunto.

Brecha no iCloud pode estar por trás do vazamento de fotos íntimas de celebridades








Read more »